Engajamento e militância

Atuação política

Bacurau já conhecia o Partido dos Trabalhadores – PT – desde a sua fundação, e ao retornar ao Acre de São Paulo, no início da década de 80, filiou-se ao partido. O PT era ainda emergente quando saiu candidato a deputado constituinte pelo partido em 1986. Foi o candidato a deputado federal pelo PT mais votado no Acre, com cerca de 3 mil votos. Não foi eleito, mas mesmo assim foi a Brasília, por três vezes, levar as propostas dos movimentos aos quais pertencia. 

Uma das propostas foi acatada e figura na Constituição Federal. Ela defendia que, no art. 3º, inciso IV, na frase “promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor e idade“ contivesse uma inscrição que estendesse o sentido a todas as formas de preconceito. Como redação final ficou mantida a frase original acrescida de “E QUAISQUER OUTRAS FORMAS DE DISCRIMINAÇÃO”. Foi uma imensurável conquista. 

Nas eleições municipais de 1988, Bacurau saiu novamente como candidato do PT, desta vez para vereador. Perdeu mais uma vez a eleição. Porém, de 1992 a 1996, trabalhou como coordenador da dermatologia da Secretaria Municipal de Saúde, durante o mandato de Jorge Viana na Prefeitura de Rio Branco.

 

Mascara Foto do Bacarau

“(...) -Liberdade, liberdade. 
Cabeça erguida, voz, identidade;

Valeu a pena fazer a hora, 
Colher o medo o doce fruto da coragem; 
Valeu a pena escrever História 
Com mãos podadas e abrir passagem

-Liberdade, liberdade. 
Cabeça erguida, voz, identidade.”

Trecho da música “Valeu a Pena”, de Bacurau. Música feita para homenagear os 10 anos do Morhan.
Mascara slider

A Origem

A Origem

Vida nas Colônias

Vida nas Colônias

Engajamento e Militância

Engajamento e Militância

A partida

A partida